Projectos EPC

A Energest acumula uma vasta experiência industrial, suportada por uma equipa de engenharia pluridisciplinar. As competência de projecto, construção, instalação e supervisão permitem-nos realizar, com confiança, distintos projectos do tipo “chave-na-mão".
Centrais de cogeração

A Cogeração é a produção combinada de energia eléctrica e térmica a partir de um único combustível. 

Na década de 90 do século anterior, a actividade da Cogeração, em Portugal, passou a ter um novo enquadramento legal e em face disso deu-se um forte incremento do número de novas instalações.

É nessa altura que a Energest, em parceria com os principais construtores mundiais, inicia a sua participação neste importante sector. Inicialmente, em projectos com motores de ciclo Diesel. Mais tarde, alargámos a nossa intervenção às restantes tecnologias, desde as turbinas de gás natural, aos motores ciclo Otto, às turbinas de vapor em contra-pressão e produzindo a partir da combustão de biomassa. 

Actualmente, contámos com mais de sessenta intervenções em projectos de Cogeração.

Centrais térmicas

O projecto de uma Central Térmica vai muito para além da escolha da caldeira, seja esta para produção de vapor, água quente ou sobreaquecida e óleo térmico.

Os nossos engenheiros, devido à sua vasta experiência neste tipo de projectos, têm em atenção aspectos como a localização interna no contexto da indústria em questão, o layout dos equipamentos, o grau de acessibilidade aos diferentes combustíveis, a qualidade da água e o perfil de consumo do processo industrial. 

Na posse de todos estes elementos partimos para a selecção do equipamento principal, bem como dos restantes equipamentos auxiliares e complementares que constituem, no seu conjunto, a Central Térmica.

A adequada selecção dos equipamentos é determinante, a médio e longo-prazo, para a obtenção de baixos custos de manutenção a par dos mais altos índices de eficiência e disponibilidade.

energias renováveis

No âmbito das energias renováveis a nossa intervenção tem um espectro muito alargado, isto porque tanto intervimos na instalação de sistemas de energia fotovoltaica ou solar térmico, até à produção de energia térmica e eléctrica a partir de biocombustíveis.

A nossa capacidade de desenvolvimento de projectos de produção de energia térmica e eléctrica estende-se a várias fontes renováveis, tais como: resíduos de madeira e florestais; biogás; combustíveis derivados de resíduos (CDR); resíduos banais. 

A intervenção da Energest é muito ampla no domínio das tecnologias e potências envolvidas.

recuperação de energia

O objectivo assumido pela Comunidade Europeia para a neutralidade carbónica até 2050, coloca um objectivo ambicioso sobre a indústria de melhoria da eficiência energética, mas não só.

Neste âmbito a Energest tem desenvolvido diversos projectos em vários sectores da indústria, com soluções de maior ou menor grau de complexidade, nomeadamente na valorização de efluentes gasosos, solução ainda pouco divulgada.

Nos casos em que a quantidade de energia térmica disponível é muito expressiva, os sistemas podem permitir a transformação em electricidade para autoconsumo ou para injecção na rede eléctrica. Esta é outra tipologia de Cogeração a qual se designa por “Wast heat to Power” ou por “Bottoming Cycle”.

piping

É frequente encontrarmos na indústria instalações de Piping, mais ou menos complexas, com diversos problemas. Nuns casos os problemas decorrem de deficiente execução, noutras casos da operação, mas sobretudo por erros de concepção e projecto.

É também neste domínio que os Serviços de Engenharia da Energest se diferenciam, ao estarem altamente capacitados para o projecto de Piping sob as Normas EN 13480 (Metallic industrial piping) e ASME B31.1 (Pressure piping). 

Uma das tarefas mais exigentes neste domínio prende-se com o dimensionamento de tubagens de vapor de alta pressão e temperatura, como por exemplo as ligações às turbinas de vapor. 

Neste tipo de aplicações, onde se torna exígivel a Stress Analysis, a Energest detém fortes e experimentadas competências.

Eis as principais tarefas incluídas num processo deste tipo:

  • Elaboração do P&ID e desenho de arranjo geral 2D;
  • Selecção de materiais e dimensionamento de tubagens;
  • Definição dos traçados e modelação em 3D;
  • Análise de flexibilidade das tubagens, através de software especializado;
  • Cálculo dos suportes e isolamento térmico;
  • Preparação das listas de siderúrgicos, equipamentos e instrumentação.